Nau Desgovernada

Como afundar uma Universidade

Carta aberta ao Presidente Lula

Excelentíssimo Presidente da República

Sr. Luiz Inácio Lula da Silva

Senhor Presidente,

Escrevo com toda a deferência ao vosso cargo tão arduamente conquistado com os votos de milhões de brasileiros. Brasileiros estes oriundos, em sua maior parte, das camadas mais pobres da população, dos trabalhadores que vivem de seu trabalho diário e constroem a riqueza deste país. Porém, não pouparei críticas à vossa cegueira e a de seus assessores que transformam dejetos em ouro e canalhas em arautos da bondade. Tento acreditar que isso ocorre pela urgência de vossas atribuições e do senso de gentileza aos que lhe bem recebem.

Trato diretamente da carta assinada pelo sr. Cláudio Soares Rocha – diretor da Diretoria de Documentação Histórica da Presidência – ao seu mando, enviado ao reitor da Universidade São Marcos sr. Ernani Bicudo de Paula. Nela elogia-se a distribuição de bolsas de estudo à comunidade de Heliópolis, em São Paulo, da qual destaco um trecho: “Trata-se, sem dúvida, de inequívocas e elogiáveis demonstrações de responsabilidade social”. Pois bem, senhor Presidente, como atribuir responsabilidade social para aquele que administra e é proprietário de uma instituição com o seguinte histórico?

– Deve mais de 91 milhões de reais ao INSS

– Não deposita o FGTS dos trabalhadores desde 2002

– Demitiu mais de 150 profissionais e não pagou seus direitos trabalhistas

– Não pagou o 13º salário de 2007 dos professores

– Responde a mais de 200 processos trabalhistas

É, senhor Presidente, são essas as “inequívocas e elogiáveis demonstrações de responsabilidade social” do senhor Ernani Bicudo de Paula e sua prole. Todos esses dados são verificáveis em sites do próprio governo federal e da Justiça Trabalhista de São Paulo.

Incomoda saber que do senhor saia, espero por equívoco, carta exaltando as virtudes de quem massacra atuais e ex-trabalhadores. Enquanto essa carta serve de propaganda aos falsos filantropos (pode verificar em http://www.smarcos.br/novoportal/index.php?option=com_content&task=view&id=2108&Itemid=1708), aos trabalhadores e ex-trabalhadores da Universidade São Marcos sobram o desespero do desemprego e do desamparo.

Enquanto os enganadores compulsivos recebem missivas elogiosas da mais alta autoridade brasileira, milhares de trabalhadores honestos e honrados – mesmo na morte – não tem direito a uma lápide onde se possa ler “aqui jaz um homem de bem”.

Espero ter ajudado a diferenciar o antídoto do veneno.

Esta carta foi enviada para os seguinte emails da Presidência da República: protocolo@planalto.gov.br, biblioteca@planalto.gov.br

junho 13, 2008 - Posted by | Uncategorized

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: