Nau Desgovernada

Como afundar uma Universidade

Críticas ao blog

O internauta Calma Nesse Momento envia comentário abaixo. Respondo em seguida.

“Caro Almirante
Este comentário é sobre o comentário deste “Amigão”:
Entendo este blog e também acho que há sentido nele, pois é uma forma tecnológica de lutar pelos direitos. Mas acho que o comentário do “Amigão” passou um pouco do limite. No começo achei a intenção do blog surpreendente e continuo achando necessária, mas se referir a uma pessoa, com todos os defeitos do mundo, não interessa, dessa forma não combina com o intuito inicial do blog. É uma pessoa de idade, que tem mais 5 ou 6 anos de vida, que também sofre com as bobagens que o filho malvado está cometendo, que não tem forças emocionais para impedí-lo, que bem ou mal teve uma história de vida, mas que está sendo desgraçada pelo sucessor há muitos anos. Será que este “Amigão” está jogando a primeira pedra? (Leia a Bíblia). Caro Almirante, não deixe que o seu blog perca o rumo e a fineza de quando começou! Não perca o rumo. Como voce mesmo disse “filtre mais as mansagens” antes de publicá-las. Permita comentários ou até ataques menos crueis e continue tendo a audiência que está tendo. O Gugu Liberato, que chegou a ser o líder de audiência, caiu em descrédito depois de exagerar numa repostagem fraudada ou equivocada, lembre-se disso.
Obrigado e sei que esta será publicada na íntegra.
Sr. Calma neste Momento”

Resposta:
Caro Calma Nesse Momento,
Não gosto nem um pouco de exageros nos comentários. Procuro, como disse antes, filtrá-los da melhor maneira possível. Trabalho o dia inteiro para pagar as contas e só me restam as horas de sono para alimentar esse blog. Isso não é uma desculpa. O problema maior está ligado ao caráter do blog e ao tipo de gestão da São Marcos.

Um blog costuma expressar a visão de seu autor. Aqui, fujo disso. Quero que expresse o que está entalado na garganta das pessoas. Não é visão pessoal. É coletiva.
Quanto ao lado da gestão da São Marcos, também há pouco que falar. Trata-se de algo tão sórdido que fica difícil limitar os adjetivos da língua portuguesa. Sendo assim, respeito seu ponto de vista. Mais que respeitar, concordo com a necessidade de limitar os exageros. Por outro lado, peço que separe aquilo que escrevo dos comentários que aqui chegam.

Pode ser difícil, entendo. Só que a ira de alguns supera, por vezes, as noções de cordialidade. Não sem razão. Estes senhores, os de Paula, não pensam em filhos, idosos, famílias que prejudicam com suas ações. Resumindo: Se os de Paula não fizessem o que fazem, nem este blog seria necessário, nem ofensas surgiriam. Enfim, tentarei mediar melhor o blog sem contudo deixar de dar vazão à indignação daqueles que foram prejudicados.

PS: Volto a repetir que procuro cortar todos os exageros possíveis. Peço que evitem palavras grosseiras e outras coisas de baixo calão.

PS2: A responsabilidade da atual situação da SM não é apenas do “filho malvado”. É dos senhores Ernani Bicudo de Paulo, Ernani José de Paula, Márcio Luiz Miranda de Paula e Luciane Miranda de Paula.

junho 25, 2008 - Posted by | Uncategorized

4 Comentários »

  1. Difícil é manter a cordialidade e o respeito à quem não se dá o respeito e não respeita ninguém!
    O jeito manso de falar e sorriso falso do Sr. Ernani (pai), do Marcio e da Luciane disfarçam a safadeza e a falta de respeito que eles têm em relação aos fornecedores, funcionários, professores, alunos e, principalmente, entre si!

    Comentário por apenas mais um credor da USM | junho 25, 2008 | Responder

  2. Sim, quem vê toda aquela educação, não sabe que o Sr. Ernani é caloteiro desde muito jovenzinho, quando nem sonhava ainda em ter Universidades, quando era apenas um criador de gado. Ele sempre se julgou muito esperto, e velho ou não um dia irá pagar, se não pagar aqui, acredito que em algum lugar ele irá acertar contas com alguém. Porém, não acho justo ele roubar o dinheiro de todos os seus funcionários, e todos ficarem esperando apenas a Justiça Divina. A Justiça dos Homens precisa agir. Ele merece saber, antes de patir, que existe sim uma lei a que ele tem que se submeter, e que funcionário não é escravo, que ele pode simplesmente não pagar e ficar por isso mesmo.

    Comentário por Outro demitido | junho 26, 2008 | Responder

  3. Sim, por sorte… pulei antes! Mas estava esperando a coisa ficar preta, pois com a falta de comprometimento dos filhos, em espeical, Ernaninho e Luciane, não restavam dúvidas que o barco mais cedo ou mais tarde afundaria… A extensão do problema não pára em São Paulo, a coisa caminha para o interior onde a São Marcos possui um Campus desde 2005 e que graças a competência de uma funcionária, o barco demorou um pouco mais a iniciar seu naufrágio, mas agora o Titanic perde pro tamanho do dilúvio..
    Ixi tem muita coisa a ser dita, mais páro por aqui parabenizando o blog por ser um (talvez o único) canal de denúncia… Boa sorte para quem ainda está nessa BARCA FURADA!

    Comentário por Saída de Emergância | junho 26, 2008 | Responder

  4. Sr. “Calma neste Momento” – será que o Sr. Ernani está preocupado com os funcionários ou ex-funcionários que foram despejados por não ter pago aluguel por falta de salário? Ou aqueles que ainda estão sob efeito de drogas (antidepressivos) para continuar “sobre-vivendo” toda esta situação, tendo uma família e crianças pequenas para criar sem nenhuma outra fonte de renda? Realmente este blog não pode deixar o nível cair, mas… “coitado” do velhinho tb não combina nada com o momento, pois conheço muitos “coitados” que realmente merecem respeito porque são trabalhadores humildes que foram enganados por dez, vinte ou até mesmo trinta anos de São Marcos e saíram de lá chutados como pedras inúteis no caminho do “velhinho” sem ter recebido seus direitos. Pessoas que tinham orgulho de dizer que trabalhavam para esta família e hoje estão vivendo o verdadeiro inferno por conta desta “família”. Fazem acordo de três anos para pagar uma indenização de três mil reais só pagam a primeira ou a segunda parcela do acordo e não cumprem com o restante. Lembrando tb, que este seria o único dinheiro que essas pessoas tinham para se manter até arrumar outro emprego, pois até mesmo a documentação para dar entrada no seguro desemprego é enrolada no que depende da Instituição.
    OPS!! Esta semana a “Família Real” voltou para o Ipiranga, será que serão despejados do prédio da Anchieta? E do prédio João XXIII, vão ser despejados tb? Para onde vai a Nau Desgovernada Sr. Ernaninho? e vc ainda quer ser político para ADMINISTRAR dessa forma os cofres públicos… Lamentável.

    Comentário por Che Guevara | junho 26, 2008 | Responder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: